quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

ENCONTRARAM AS CARRUAGENS DE FARAÓ!!!

Foram divulgadas as rodas dos carros do Faraó, que se encontram no fundo do mar vermelho. Confiram.
.
Rodas e seus eixos encrostados de corais. Foram encontradas rodas de 4, 6 e 8 raios. As rodas de 8 raios só foram fabricadas na 18.a dinastia dos faraós. O rei do Egito usou toda a sua frota de carros (Êx 14.6 e 7) com todos os tipos de rodas existentes.
.
.
.
Vejam uma roda de 4 raios, provavelmente de ouro, de um oficial do exército do faraó.
.http://4.bp.blogspot.com/__nVkeVA7ppc/SQokyiRJcBI/AAAAAAAAAjw/dOU1fcmstb0/s400/II-3.bmp
Agrupamento de costelas humanas dos soldados do exército do Faraó.

Vejam uma roda de 8 raios, antes e depois de retirado o coral, faltando um raio, mais visível na segunda foto:
Os Hicsos, povo semita que conquistou e dominou parte do Egito durante cerca de um século, introduziram os carros de guerra no país. Foram expulsos pelo faraó Amósis (1540 a 1515 a.C.) alguns séculos antes do Êxodo. Esta mudança levou os hebreus à escravidão.
Foto de um carro egípcio da época. Era da 18a dinastia dos faraós e é notável a semelhança com as rodas encontradas no mar.
Mapa da localização do Mar Vermelho Mapa da localização do Mar Vermelho
Recebi este texto de um irmão da igreja no dia em que passou no Telecine “Principe do Egito”, uma animação sobre a saída dos Judeus do Egito. Leiam o texto e apreciem este estudo.
Depois de investigar sobre a rota que os israelitas tinham tomado no Êxodo do Egito, Ron Wyatt encontrou que, a descrição bíblica concorda perfeitamente com um barranco profundo chamado Wadi Watir. O livro de Êxodo explica como Deus conduziu os filhos  de Israel, “Deus não os guiou pelo caminho dos filisteus, só porque era perto… Deus fez por isso o povo dar volta pelo caminho do ermo do Mar Vermelho”. (Êxodo 13:17,18). Aqui encontramos uma área extensa, aberta do deserto. Então em Êxodo 14:1,2 Deus disse que deram a volta afastando-se do caminho, na qual encontrou Ron e lhe conduziu a um barranco conhecido hoje como Wadi Watir. A Bíblia registra a reação de Faraó quando lhe informaram que haviam desviado do caminho, (Êxodo 14:3), ”Estão vagueando em confusão pelo país. O ermo os encerrou”, Wadi Watir é um barranco profundo largo que concorda com esta descrição perfeitamente.
Fotografia de satélite do lugar da travessiaFotografia de satélite do lugar da travessia
Tradicionalmente crê-se que a travessia do Mar Vermelho ocorreu no Golfo de Suez. Não obstante, alí não há montanhas. A área é totalmente plana, e não concorda com a descrição bíblica. O Golfo de Suez converteu-se em um lugar muito popular porque tradicionalmente acredita-se que o Monte Sinai está na península do Sinai. Outra vez a Bíblia nos diz algo diferente, (Gálatas 4:25), “O Monte Sinai, na ARÁBIA”. Depois de várias milhas Wadi Watir desemboca em uma área grande de praia, na costa ocidental do Golfo de Aquaba. A única área de praia ao largo do Golfo de Aquaba, devia ter sido suficientemente grande para acomodar aproximadamente a dois milhões de pessoas e a seus rebanhos. Os Israelitas foram prevenidos de viajar ao norte por causa da presença de uma fortaleza militar egípcia. De fato, ao norte onde Wadi Watir desemboca encontramos uma fortaleza antiga, poderia ser este o lugar mencionado na Bíblia como, Migdol, (Éxodo 14:2). Ao sul, as montanhas se extendem para baixo em direção ao mar, prevenindo assim qualquer outro passo a mais. Certamente não podiam voltar e regressar sobre seus passos pois o exército Egípcio os perseguia. Deus os havia levado a uma ponta onde somente Ele podia livra-los, “Não tenhais medo. Mantende-vos firmes e vede a salvação da parte de Jeová, que ele realizará hoje para vós. Pois os egípcios que hoje deveras vedes, nunca mais vereis, não, nunca mais … E Jeová começou a fazer o mar retroceder por meio dum forte vento oriental, durante toda a noite, e a converter o leito do mar em solo seco, e as águas foram partidas. Por fim, os filhos de Israel passaram pelo meio do mar em terra seca, enquanto as águas eram para eles como muralha à sua direita e à sua esquerda.” (Êxodo 14:13, 21, 22).
O pilar que o Rei Salomão erigiu no lugar onde cruzaram o Mar VermelhoO pilar que o Rei Salomão erigiu no lugar onde cruzaram o Mar Vermelho
Ron encontrou uma coluna derrubada sobre a costa. No lado Saudita encontrou outra exatamente igual com uma inscrição en hebraico antigo que diz, “MIZRAIM (Egito), SALOMÃO, EDOM, MORTE, FARAÓ, MOISÉS, YAHWEH.” Ele crê que foram erigidas por Salomão para comemorar A travessia do Mar Vermelho. As inscrições sobre a coluna que foi encontrada derrubada na costa haviam sido erosionadas. As autoridades firmaram-nas dentro de concreto.
Mergulhando no fundo do mar, em 1978, Ron Wyatt e seus dois filhos encontraram e fotografaram numerosas peças de carruagens incrustados de coral. Desde então, várias incursões de mergulho tem revelado mais e mais evidência. Um de seus achados incluiu uma roda de carruagem de oito raios, a qual levou Ron ao diretor de antiguidades Egípcias, o Dr. Nassif Mohammed Hassan. Depois de examina-lo imediatamente disse que pertenceu à décima oitava dinastía, datando o êxodo no  ano 1446 A.E.C. Quando lhe preguntaram como sabia, o Dr. Hassan explicou que a roda de oito raios foi utilizada únicamente durante este período, a época de Ramses II e Tutmoses (Moisés). Caixas de carruagens, esqueletos humanos, esqueletos de cavalos, rodas com quatro, seis e oito raios, tudo permanece como um testemunho,  como um testemunho silencioso ao milagre da divisão do Mar Vermelho.
Fotografia de uma roda com oito raiosFotografia de uma roda com oito raios
Um tórax humano encrustado no coralUm tórax humano encrustado no coral
Diagrama da ponte naturalDiagrama da ponte natural
Possivelmente o mais assombroso de tudo, é a presença de uma ponte natural abaixo da água. Ao largo do Golfo de Aquaba, as profundidades alcançam cerca de 5.000 pés e a costa Egípcia vai descendo a essa profundidade em um declive de cerca de 45 graus. Se os Israelitas tivessem tentado cruzar em qualquer outro lugar ao largo do Golfo de Aquaba teriam que enfrentar uma ladeira muito inclinada de aproximadamente  5.000 pés. Com todos seus animais e carros, a tarefa seria praticamente impossível. Somente aqui, nas margens de Nuweiba, há um  ”caminho” descendente em um degrau gradual de 6 graus, a uma profundidade de somente 100 metros. A Bíblia a descreve como, “Aquele que faz um caminho através do próprio mar e uma senda mesmo através de fortes águas.” (Isaías 43:16, 17) A distância de Nuweiba a Arábia Saudita é de cerca de oito milhas. E a largura da ponte natural abaixo da água, estima-se que é de 900 metros.
praiaA praia facilmente pôde acomodar 2 milhões de pessoas
Aarón Sen mergulhou em numerosas ocasiões neste lugar, e pôde atestar a veracidade do descobrimento. Em março de 1998, fotografou os restos de uma roda de carruagem de quatro raios, e retirou ossos humanos dos quais há “dúzias” dispersadas no leito do mar. Um osso foi levado ao departamento de Osteologia na Universidade de Estocolmo, para ser analizado, demostrando que se trata de um fêmur direito humano, masculino. Porém não pôde ser datado, evidentemente procede de épocas antigas. A altura do homem se estima que era dentre 1,65 e 1,70cm,  e os ossos haviam sido substituídos por minerais. Pequenas quantidades de coral cresceram sobre eles substituindo ao mineral. Aarón viu a ladeira ao sul da ponte natural abaixo da água. Tambem viu um caminho que os israelitas haviam limpado para cruzar o Mar Vermelho, conduzindo desde a margem, descendo dentro do mar. Os israelitas tiveram que apartar as pedras e rochas aos lados para permitir o acesso para seus carros.

Se alguém duvidava, não duvide mais!(http://serra-es.com.br/2009/09/25/as-provas-da-travessia-do-mar-vermelho/retiramos a matéra deste site)

11 comentários:

  1. Muito legal, nem sei como tem gente que ainda diz duvidar da existência de Deus

    ResponderExcluir
  2. finalmente a ciencia teve que admitir que Deus faz milagres Deus existe pode acreditar!!!

    ResponderExcluir
  3. TUDO FARSA, seu bando de fanáticos! Os egípcios construíam rodas de madeira reforçada e bronze para suas carruagens, mas JAMAIS ouro. Ou seja, mesmo que fosse verdade, nada jamais poderia ser encontrado no Mar vermelho, mas todos os materiais já teriam se deteriorado!

    E vocês sabiam que esse Ron Wyatt foi EXPULSO da universidade onde lecionava por FALSIFICAR objetos e "relíquias" religosas? Leiam mais sobre o cara, em vez de acreditar piamente em tudo o que vêem por aí. Wyatt é desprezado pela sociedade arqueológica e simplesmente não é levado a sério.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sabemos sim, e sabemos tambem que paulo foi apedrejado, foi expulso por pregar a palavra da verdade.JESUS foi expulso ta cidade de Nazaré E quase apedrejado e foi considerado herege naquela epoca e até blasfemo , portanto Meu querido Nicolau Paulo foi um grande Apostolo e JESUS é Nosso Deus e nao me preucupo se ele foi expulso ou nao pra mim crêr somente Basta!

      Excluir
    2. concordo em tudo, é uma pena, mas temos que admitir, tudo não passa de uma farsa.

      Excluir
    3. Nicolau, já ouviu falar em petrificação e permineralização? A ação da água composta de determinados minerais pode fazer com que a estrutura celular da madeira possa ir sofrendo uma "troca" de substâncias onde partículas minerais vão sendo depositadas nas células e tecidos da madeira formando-se cristais preservando a estrutura.
      O fato de Ron Wyatt, supostamente, ter seguido o exemplo de seus colegas ateus e ter forjado provas como o é aquele dente de porco que atribuíram a um homem-macaco, ou o crânio de um humano ter sido encaixado com o de um símio, ou a rã com as patas pintadas de nanquim entre milhares de outras falsificações, não impede que o mesmo realize descobertas reais, uma vez que ele teria de dominar uma técnica jamais reproduzida em laboratório e precisaria de alguns milhares de anos para reproduzir tais rodas incrustradas de corais como as que foram encontradas e permanecem no fundo do Mar vermelho. Aprenda um pouquinho com Sócrates (sei que nada sei) e seja um pouco mais humilde.

      Excluir
    4. hehe ... isso aí seja mais humilde...todos os ateus que não podem afirmar de onde vieram, não podem explicar uma lágrima, um sentimento, nem alma e espírito.... sei que nada sei ...

      querem ser espertos e donos da verdade ... apreendam então com um intelectual que pode ensinar um pouco mais :


      A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original. ...Albert Einstein

      Excluir
  4. A Bíblia é a palavra de Deus imutavel, infalivel e inerrante o proprio Deus garante isso em Jeremias 1:12.
    Crê quem quer, eu sou dos que creem de todo coração com toda a minha alma e todas as minha forças
    Glorias a Deus por isso !
    Creia você tambem !
    Pastor José Barbosa de Assis.

    ResponderExcluir
  5. A Paz do Senhor Jesus meus queridos !

    Olhem, fico feliz por saber destas coisas, e espero que Deus continue iluminando muitas outras pessoas para fazerem descobertas deste tipo, e deixo um link que conta na minha opinião a maior descoberta desse arqueólogo (Ron Wyatt); A descoberta da Arca do Concerto (A Arca da Aliança) e o mais importante de todos, o sangue que consta somente cromossomos femininos, cujo o homem que contenha esse tipo de sangue só pode ter sido gerado somente por mãe sem ter tido um pai, e o único que conheço que foi assim é o meu Senhor Jesus! Leiam lá que Deus vos abençoará, fiquem com Deus! A Paz do Senhor!!!

    Link : http://www.adventistas.com/agosto2003/arca_concerto.htm

    ResponderExcluir
  6. Olha eu ainda duvido, o link que voce postou está quebrado e não achei nenhuma referencia à este achado na net em nenhum idioma. Para mim ainda é pura invenção. Abraço

    ResponderExcluir